Ah, vai! Não custa nada!

O preço de tudo o que é grátis é sempre alto demais.

O preço de tudo o que é grátis é sempre alto demais.

É sempre bom lembrar que a indignação é má conselheira. Exatamente por isso tanta gente se dedica 24 horas por dia a alimentar nossa indignação.

Trazendo o racional para a discussão, o FATO é que cada DIREITO representa um CUSTO que alguém tem que PAGAR. Não existe direito grátis.

Criar direitos é fácil. Difícil é criar riqueza para pagar por eles.

Deste modo, cada sociedade precisa decidir por que direitos está disposta a pagar. Eu não estou tão disposto assim a pagar direitos de ministros, parlamentares e juízes, e eles têm um montão.

Você também precisa encarar o fato de que cada direito trabalhista que o pessoal inventa é um emprego a menos. O trabalhador brasileiro tem tanto direito que cada trabalhador custa dois ou mais, faça sua pesquisa se duvida.

Depois de onde você acha que sai o dinheiro das empresas? Ao contrário do governo, elas não têm Casa da Moeda. O dinheiro das empresas sai da venda de produtos. Quanto mais criarmos pressão sobre os custos das empresas, mais elas precisarão de dinheiro para cobri-los. Portanto, maiores serão os preços que elas precisarão cobrar pelos seus produtos.

Portanto, a cada direito trabalhistas que incluímos no rol, é menos dinheiro para pagar salários e uma redução no poder de compra dos salários.

Com isso, os produtos brasileiros perdem competitividade para a China, onde tudo funciona à base de trabalho escravo. Ou seja, o Brasil exporta menos, cria menos empregos aqui dentro, cria mais empregos na China.

Como disse, essa é uma decisão que cada país tem que tomar. De preferência, sem indignação, mas com a cabeça, fazendo as contas na ponta do lápis.

Anúncios

Eu tenho direito e você não tem nada a ver com isso

Não existe direito grátis!

Não existe direito grátis!

Não existe direito grátis.

Criar direitos é fácil. Difícil é criar riqueza para pagar por eles.

Toda vez que o seu direito criar uma despesa para mim, ainda que sob a forma de impostos, eu terei direito de dar palpite e decidir se quero ou não bancar o seu direito.

Quer que eu pague pelo seu direito? Convença-me!